Cine-Teatro Louletano

Som Riscado'17 - Festival de Música & Imagem de Loulé

A sul, um festival diferente e surpreendente, que abre horizontes a miúdos e graúdos.  

 

Loulé volta a (ar)riscar apresentando propostas performativas/visuais que exploram novas linguagens sonoras e diálogos inovadores entre música e imagem.

 

The Happy Mess e DJ Ride proporcionam concertos únicos com uma vincada e criativa dimensão visual, pensados para ambiente indoor, enquanto Noiserv e Tiago Pereira interagem com nomes da região como, respetivamente, o fotógrafo Luís da Cruz e a banda Orblua em espetáculos audiovisuais mais intimistas especialmente concebidos para o som riscado.

 

Fazer uma releitura contemporânea, pelo som-palavra-imagem, do universo dos ofícios tradicionais (inclusive dos ligados à realidade louletana) é uma das tónicas do festival, numa parceria com o projeto Loulé Criativo que se concretiza no concerto Mãos, juntando os Orblua ao realizador Tiago Pereira.

 

A programação para os mais novos e famílias é reforçada nesta segunda edição, rumando ao Algarve duas companhias de referência sediadas no Porto, Sonoscopia e Radar 360º, que apostam em originais e arrojadas experimentações ao nível da instalação-concerto e da performance sonoro-visual, estimulando a criatividade e a interação em formatos que, no fundo, chegam a todos os públicos. 

 

Um reconhecido nome da música erudita portuguesa, Filipe Faria, propõe um concerto intimista com dança e vídeo, Todas as noutes passadas, que mais parece uma floresta reinventada, repleta de sons antigos e novos que estão na memória do corpo, e que adquirem aqui uma roupagem envolvente e transportadora convidando a uma viagem que fala de saudades e amores.

 

Os alunos da comunidade escolar do concelho (1.º ciclo e Curso de Artes Visuais da Escola Secundária de Loulé) também são convocados para o som riscado, inspirando com as suas criações o espetáculo Qual é o som da tua cara? com os prestigiados Filipe Raposo (piano) e António Jorge Gonçalves (desenho digital em tempo real). O público jovem tem ainda a oportunidade de contactar de perto com o processo criativo de DJ Ride num showcase que o mediático músico irá dinamizar.

 

Não faltará também um workshop sobre microscopia sonora e sons interiores para profissionais e outros curiosos.

 

A dimensão inclusiva pela arte não é esquecida, com uma nova e surpreendente criação de Yola Pinto e Simão Costa: SYN.Tropia, um concerto-dança para surdos e outras audições/públicos.

 

Vêm aí momentos de espanto.

(Ver programa específico)

Org.: Câmara Municipal de Loulé / Cine-Teatro Louletano
Parceiros: Loulé Criativo, Escola Secundária de Loulé, Casa da Cultura de Loulé, Etic, Zonzo, CCB e Arte das Musas

www.facebook.com/cineteatrolouletano

  • Loulé
  • Ver programa específico
  • 5 € bilhete diário / 12 € bilhete festival
  • Famílias e público em geral a partir dos 06 anos