Cine-Teatro Louletano

Confissões de um coração ardente (a partir de Dostoiévski)

27 de abril de 2019

Quem não ama aborrece-se, no sentido mais radical do termo.

E quem se aborrece desenvolve infalivelmente as mais sólidas deformações da alma e do corpo.

Dostoiévski

 

Considerado na época “o profeta da literatura russa”, (a obra de) Fiódor Dostoiévski veio despertar a curiosidade dos leitores mais ávidos de se deixarem provocar a pensar e procurar respostas às várias questões eternas e malditas da existência humana. Levada por essa curiosidade e inspirada na complexidade caótica do universo literário marcadamente masculino do autor, a peça Confissões de um coração ardente mergulha a fundo nos seus romances, invocando o romantismo patente na sua obra.

 

Para isso, e recorrendo a ambientes de grande subtileza, nos quais a tensão psicológica tem o lugar primordial no desenrolar da ação, o espetáculo explora, a partir de algumas das suas obras, a irracionalidade nos comportamentos dos heróis, as suas obsessões e os seus conflitos, traços indeléveis do realismo que carateriza toda a obra de Dostoiévski.

 

O cruzamento destes diferentes textos permite a possibilidade de um jogo de ligações entre os seus heróis, cujo objetivo será, acima de tudo, realçar os temas centrais do universo do autor: o Amor, a procura da Felicidade a todo o custo e a Liberdade do indivíduo.

 

A partir de Fiódor Dostoiévski / Encenação: Carla Maciel / Assistência de encenação: Teresa Coutinho / Interpretação: Albano Jerónimo, Gonçalo Waddington, Marco Paiva, Miguel Loureiro, Teresa Coutinho, Tonan Quito / Música original: Pedro Marques / Desenho de luz: Daniel Worm d’Assumpção / Coordenação de produção: Manuel Poças / Co-produção: Centro Cultural de Belém e Cine-Teatro Louletano

 

Duração: 90 minutos (aprox.)

Org.: Câmara Municipal de Loulé/Cine-Teatro Louletano

 

www.facebook.com/cineteatrolouletano

  • Sala de espetáculos
  • 21:30
  • 9 € / 7 € para maiores de 65 e menores de 30 anos (Cartão de Amigo aplicável)
  • M/12