Cine-Teatro Louletano

In Tranz YT Cia. Jovem - Intrazyt 0.0

23 de abril de 2021

Intrazyt 0.0 - Primeira produção
 
Com a parceria, indispensável, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, da Casa das Artes de Famalicão e ainda do Cineteatro Louletano, da Compagnie Illicite-Bayonne, do Augsburg Ballet, da Orquestra Sem Fronteiras, da Associação ESTUFA, da Companhia Olga Roriz e dos estúdios Dance Fusion, a companhia In Tranz YT Cia. Jovem estreia o seu primeiro programa – Intrazyt 0.0 – composto por três peças coreográficas que abrem caminho à linha artística e estética da companhia, sendo duas delas estreias nacionais e uma estreia absoluta.
 
Este primeiro espectáculo, assinado por Fábio Lopez, Ana Isabel Casquilho, Cristina Pereira e Vasco Macide, dará início à criação de um repertório de dança que se quer criador de valor para os bailarinos, profissionais, companhias e parceiros envolvidos no processo, assim como para os públicos.
 
O programa
 
>> Primeira peça: Molto Sostenuto
 
Molto Sostenuto tem como ponto de partida o poema de Vladimir Nabokov, “O Peregrino” (Palomnik) de 1927.
Tudo o que daí resultou, toda a pesquisa de movimento sobre a qual Fábio Lopez trabalhou, desaguou nesta organização de corpos no espaço sob a música grave e emocional de Kabalevsky na versão de 1964 de Daniil Shafran.
“A interpretação e tradução artística da interpretação de Shafran que se juntou ao poema de Nabokov levou-me ao espirito intrínseco do “Peregrino”, à perda ou afastamento da sua pátria, embora com a esperança, sempre presente, de um regresso sonhado.

Por isso e pela imagem deste homem que Nabokov evoca; a partida que se encontra sempre presente, através das recordações, assim como da identidade cultural do peregrino, acompanharam a minha pesquisa e criação de Molto Sostenuto. A identidade nunca o abandona, antes pelo contrário, acompanha-o assombrando-o ao longo de toda a sua jornada.” F. Lopez
“Uma pequena jóia coreográfica, dinâmica, elegante, musical e ... muito bem dançada.” Margarita MEDINA, in Revista DANSER, nº 341
“Um regalo para os olhos!” - Charles CATHERINE, in REVUE BALLROOM, Fev. 2018
“... o coreografo soube como construir um belíssimo Molto Sostenuto, sobre a música de Kabalevski, onde um quarteto de bailarinos desenha um percurso imaginário com ressonâncias poéticas e um vocabulário por vezes próximo ao de Balanchine”. Jacqueline THUILLEUX, in CONCERTCLASSIC.COM Fevereiro de 2018
 
Ficha artística:

Coreografia: Fábio Lopez

Música: D. Kabalevsky – versão de Daniil Shafran

Bailarinos:
Mariana Romão, Jorge Vaz, Sasha De Maria, Tomás Pedro

Desenho de luz: A. Amilibia

Figurinos: Liliana Mendonça (gentilmente cedidos pela Escola Artística de Dança do Conservatório Nacional)

Estreia mundial: Bordeaux, 2018
 
 
>> Segunda peça: I88
 
I88 de Ana Isabel Casquilho, primeira bailarina do Augsburg Ballett, na Alemanha e coreografa com extenso curriculum internacional, apresenta um sexteto onde se consegue identificar alguma influência do movimento contemporâneo centro europeu actual. No entanto, esta peça é, em termos estéticos, uma afirmação de procura e desenvolvimento da uma linguagem coreográfica própria e pessoal que Ana Casquilho tem vindo a desenvolver ao longo dos últimos cinco anos. Esta pesquisa do discurso coreográfico e de movimento leva-nos a ambientes muito pessoais e mesmo inovadores.

I88 foi estreada em 2017 na Alemanha e parte do multiverso de personalidades que os heterónimos de Pessoa evocam, apoiando-se no poema de Fernando Pessoa, “Não sei quantas almas tenho”.

“Nesta coreografia mostro a minha viagem de exploração que resultou do encontro entre o físico do corpo e o espírito com o universo de Pessoa.” A. I. Casquilho
 
Ficha artística:

Coreografia: Ana Isabel Casquilho

Música: 3 Grand brothers, Prologue remix de Djrum / Solitude de Ryuichi Sakamoto

Bailarinos:

Ayano Tatekawa, Doriane Argellies, Inês Barros, Mariana Romão, Jorge Vaz, Tomás Pedro

Assistente de ensaios: Miguel Esteves

Desenho de luz: Ana Isabel Casquilho

Figurinos: Ana Isabel Casquilho (gentilmente cedidos pela Escola Artística de Dança do Conservatório Nacional)

Estreia absoluta: Theater Hagen 2017
 
 
>> Terceira peça: Jump Up and Get Down
 
“Jump Up and Get Down” é uma co-criação de Cristina Pereira e Vasco Macide sendo que o universo coreográfico destes dois autores é muito distinto entre si, assim como das outras coreografias do programa.
Partindo de duas citações; uma de Haruki Murakami, outra de Erwin Schrödinger, foi criada uma visão coreográfica, dramatúrgica e cénica apoiada em dois universos musicais igualmente distintos e antagónicos; House of Pain e Franz Schubert.

O antagonismo evidente entre a procura do local exacto de uma partícula ou de um estado físico, emocional e ou vivencial é algo sobre o qual Schrödinger pesquisou e Murakami escreve.
O 2º andamento do quarteto de cordas nº 14 em Ré Menor “Death and the Maiden” de Franz Schubert é tocado ao vivo pelo quarteto de cortas da Orquestra Sem Fronteiras.
 
Ficha artística:

Coreografia: Cristina Pereira e Vasco Macide

Música: House of Pain (remix) / Franz Schubert, 2º andamento do quarteto de cordas nº 14 em Ré Menor “Death and the Maiden”

Bailarinos:
Ayano Tatekawa, Beatriz Dias, Doriane Argellies, Inês Barros, Iolanda Semedo, Mariana Romão, Oriana Oliveira, Sara Musumeci, Sasha De Maria

Música ao vivo interpretada pelo quarteto de cordas da Orquestra Sem Fronteiras:
Gonçalo Sousa - 1.º Violino
Micaela Sousa - 2.º Violino
Bárbara Bernardino – Viola d’arco
Nuno Ferreira - Violoncelo

Desenho de luz: Vasco Macide

Sonoplastia: Miguel Moço

Figurinos: Cristina Pereira / Vasco Macide
 
Nota:
De salientar que os coreógrafos e bailarinos Ana Casquilho e Fábio Lopez se formaram em Portugal, tendo feito o seu percurso profissional sempre no estrangeiro, sendo agora apresentados pela primeira vez ao público português através da companhia INTRAZYT Cia. Jovem.
 
| Duração do espectáculo: 70 minutos, com uma pausa e um intervalo |
 
Direcção artística: Cristina Pereira
 
Coordenação, produção e direcção de ensaios: Vasco Macide
 
Professores residentes: Cristina Pereira, Vasco Macide
 
Professores convidados: Ana Casquilho, Cyrille De La Barre, Fábio Lopez, Löic Perela, Sandra Resende, Fernando Duarte, José Luís Vieira.
 
Co-produção:
Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão / Casa das Artes de Famalicão
Câmara Municipal de Loulé / Cineteatro Louletano
 
Parceiros artísticos:
Compagnie Illicite-Bayonne, Orquestra Sem Fronteiras
 
Apoios às residências artísticas:
ESTUFA Associação, Companhia Olga Roriz, Estúdios Dance Fusion, Estúdios Victor Cordon
 
Agradecimentos:
Augsburg Ballett, Escola Artística de Dança do Conservatório Nacional, Marco Marlier e a toda a equipa da CIIES (Vale de São Cosme), Martin Sousa Tavares, Miguel Félix
 
 
A Companhia INTRANZYT
 
A INTRANZYT CIA. Jovem é uma novíssima companhia de dança, sediada em Famalicão mas de âmbito europeu e surge com o objectivo de preencher uma lacuna no panorama da dança nacional, no que diz respeito ao momento de transição dos jovens bailarinos do mundo académico para a realidade do universo profissional da dança.

É missão da INTRANZYT Cia. Jovem apoiar bailarinos recém-formados, oferecendo-lhes uma plataforma onde se possam concentrar em desenvolver o seu talento, num ambiente profissionalizante de uma companhia de dança. A INTRANZYT Cia. Jovem está a criar um repertório plural e ecléctico, com criações próprias e de outros criadores e companhias associados e a promover a circulação da companhia no território nacional e no estrangeiro.

A companhia irá privilegiar a apresentação de trabalhos de coreógrafos e criadores portugueses, muitos deles radicados no estrangeiro há muitos anos, com trabalho reconhecido internacionalmente e que por vários motivos ainda não tiveram a oportunidade de se apresentar em território nacional.

A INTRANYT Cia. Jovem tem neste momento no seu elenco, bailarinos de diferentes territórios de Portugal, Itália, França e Japão.
Esta companhia é um dos projectos visíveis da IN TRANZ YT Associação Cultural, da qual são membros fundadores: Cristina Pereira, Jaime Monsanto, Marta Soares e Vasco Macide.
  • Cineteatro Louletano
  • 19h00
  • €8,00 / €6,00 (para maiores de 65 e menores de 30 anos). Cartão de Amigo aplicável.
  • Público em geral