Cine-Teatro Louletano

Berg com Fad'Nu

15 de setembro de 2018

Ciclo O Longe é Aqui (XIII)

[concerto de apresentação da nova temporada]

 

O Cine-Teatro abre a sua nova temporada com um concerto muito especial fruto de mais uma encomenda artística no âmbito do ciclo “O Longe é Aqui”, que junta reconhecidos músicos nacionais com talentosos projetos locais para encontros inéditos em palco. Desta feita, o original intérprete e compositor Berg, vencedor da 1.ª edição do programa “Factor X”, junta-se a um dos mais promissores projetos algarvios na área do fado reinventado e da world music: Fad’Nu, composto por José Alegre na guitarra portuguesa (docente no Conservatório de Música de Loulé) e Cátia Alhandra na voz.

 

Teófilo Sonnenberg (Berg) nasceu em Angola, cresceu no Porto e viveu na Suíça (onde fez parte da equipa nacional de snowboard e onde gravou o primeiro álbum aos 15 anos com a banda Pacemaker). De volta a Portugal integrou a banda de Rui Veloso onde permanece há 14 anos. Foi também convidado para as gravações de discos de Boss AC, Rita Guerra, Nuno Guerreiro, Pedro Abrunhosa e GNR.

 

Em 1999 edita o primeiro trabalho a solo (Berg) seguido por Mundo em 2008. Em fevereiro de 2014 foi o grande vencedor do “Factor X Portugal”, o que o fez abraçar uma carreira a solo e conquistar o já tão merecido reconhecimento público.

 

Os concertos de Berg são marcados pelos seus originais e alguns covers que interpretou no “Factor X”. O álbum homónimo chegou às lojas em outubro de 2014 e em 2016 é apresentado o disco Tempo. Músico de profissão há vários anos, nos seus álbuns Berg apresenta um leque variado de canções onde mostra toda a sua versatilidade vocal e o domínio de vários instrumentos. Os temas dividem-se entre o português e inglês, pelos quais Berg navega com naturalidade.

 

Após vários anos de carreira a acompanhar os mais importantes músicos portugueses, este Berg mais maduro e confiante assume com naturalidade esta nova etapa da sua vida, onde a sua faceta de frontman e homem de palco é evidenciada. De momento, Berg encontra-se em estúdio na preparação do novo trabalho com saída prevista para o 1.º primeiro trimestre de 2019.

 

Poesia, alma e garra. O coração que tem voz de mulher. O aço da corda esticada que vibra. Versão intimista e minimal do fado, raízes alicerçadas na tradição mas caminho aberto e livre de dogmas ou fronteiras.

 

Fad´Nu (Cátia Alhandra na voz e José Alegre na guitarra portuguesa) vive da cumplicidade intimista que nasce do diálogo cénico e musical entre a cantora e o guitarrista, personagens fulcrais e identificadoras do género reconhecido como Fado. Com evidentes ligações à tradição, apresenta-se no entanto como uma opção livre de dogmas e aberta aos novos caminhos da globalização artística.

 

Poesia com sumo, música com garra e palco com alma, são ingredientes que dão unidade a um espetáculo que pretende não só dar ao fado uma roupagem diferente da tradicional, como também trazer para o fado coisas que nunca lá estiveram. É neste sentido que se abrem portas aos grandes poetas e trovadores da língua portuguesa, alargando e descobrindo novos repertórios e estabelecendo pontes e afinidades entre diferentes géneros e raízes culturais.

 

Fad’Nu não tem credos nem fronteiras, tal como a música e a poesia encontram a sua verdade e a sua essência na descoberta de um caminho aberto que se reinventa a cada novo passo.

 

Neste espetáculo, na sua primeira parte, será ainda apresentada, em panorâmica geral, toda a programação prevista para a temporada de setembro a dezembro deste ano.

 

Duração: 120 minutos

Org.: Câmara Municipal de Loulé / Cine-Teatro Louletano

 

www.facebook.com/cineteatrolouletano

  • Sala de espetáculos
  • 21:30
  • 12 € / 10 € para maiores de 65 e menores de 30 anos | Acesso gratuito aos portadores de Cartão de Amigo (mediante a disponibilidade da sala)
  • M/06