Cine-Teatro Louletano

X Mostra de Cinema da América Latina

De 23 a 26 de janeiro de 2020

[local: Auditório do Solar da Música Nova, em Loulé]
 
A Mostra de Cinema da América Latina tem a sua 10.ª edição, entre 12 e 17 de dezembro de 2019, no Cinema São Jorge, em Lisboa, e entre os dias 23 e 26 de janeiro de 2020, no Auditório do Solar da Música Nova, em Loulé.
Incluindo propostas oriundas do Brasil, Cuba, Peru, Argentina, Paraguai e Colômbia, os trânsitos entre países, artes e artistas, nas mais diversas fórmulas, espelham a vitalidade e o espírito de cooperação de um território tão rico e diverso como a América Latina.
Um cinema de contágio produtivo entre regiões, que nos traz também música, literatura e artes plásticas, olhando de frente para as mudanças políticas, geográficas e migracionais latino-americanas.
 
 
// PROGRAMA
 
>> 23 jan (quinta-feira) | 21h00
 
La Reina del Miedo, de Valeria Bertuccelli, Fabiana Tiscornia
Argentina, Dinamarca / 2018 / FIC / 107’
Argumento: Valeria Bertuccelli / Fotografia: Matías Mesa / Interpretação: Valeria Bertuccelli, Diego Velásquez, Sary López, Dario Grandinetti, Gabriel Goity
 
Sinopse
Robertina é uma das atrizes mais aclamadas da Argentina, mas vive em estado de ansiedade. Em vésperas de apresentar o seu novo espetáculo, decide viajar. Longe de casa, a atriz coloca em perspetiva toda a sua vida, deixando-se levar por uma diretriz que lhe alterará a sua existência para sempre.
 
Sundance Film Festival 2018 – Prémio Especial do Júri: Melhor Atriz (Valeria Bertucelli)
Festival de Málaga 2018: Melhor Atriz (Valeria Bertucelli)
Festival Rio Janeiro 2018: Secção Première Latina
 
 
>> 24 jan (sexta-feira) | 21h00
 
Yuli, de Iciar Bollaín
Espanha, Cuba, Reino Unido, Alemanha / 2018 / FIC / 111’
Argumento: Paul Laverty / Fotografia: Alex Catalán / Interpretação: Carlos Acosta, Santiago Alfonso, Keyvin Martinez, Edison Manuel Olvera, Laura de la Uz, Yerlin Pérez
 
Sinopse
Interpretado por Carlos Acosta, figura lendária do ballet mundial e primeiro bailarino negro a protagonizar alguns dos mais famosos papéis, o filme conta a história de Yuli, um menino com um talento natural para a dança, que não gosta de dançar.
Com argumento escrito por Paul Laverty (argumentista de filmes de Ken Loach), “Yuli” é a história de vida de Carlos Acosta, bailarino cubano que dançou para prestigiadas companhias de ballet e foi bailarino permanente do The Royal Ballet, entre 1998 e 2015.
 
Festival de San Sebastián 2018: Prémio do Júri – Melhor Argumento (ex aequo)
Prémios Goya 2019: 5 nomeações, incluindo Melhor Ator revelação (Carlos Acosta)
Prémios Platino 2019: Melhor música original
 
 
>> 25 jan (sábado) | 17h00
 
Nina errante, de Rúben Mendonza
Colômbia / 2018 / FIC / 82’
Argumento: Rúben Mendonza / Fotografia: Sofía Oggioni / Intepretação: Sofia Paz Jara, Carolina Ramirez, Lina Marcela Sánchez, Maria Camila Mejía
 
Sinopse
Ângela tem 12 anos e três meio-irmãs mais velhas, filhas do pai. A morte do progenitor permite que as quatro se conheçam. A menina nunca viveu com mais ninguém para além do pai, já que não recorda a existência da mãe. As irmãs levam-na numa grande viagem para o outro lado do país, para ficar aos cuidados de uma tia. Nesta deslocação movida pela perda, Ângela, em pleno despertar da adolescência, descobre a existência da feminidade, da sensualidade, dos mistérios do prazer e da dor do corpo, da desgraça e do desafio que representa ser mulher nestes caminhos.
 
Festival de Málaga 2019: Melhor Atriz (Carolina Ramírez)
Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Índias 2019
Festival de Cinema Tallinn Black Nights 2018: Melhor Filme; Melhor Música
Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano de la Habana 2018: Prémio Únete (Naciones Unidas)
 
 
>> 25 jan (sábado) | 21h00
 
Perro Bomba, de Juan Cáceres
Chile / 2019 / FIC / 80’
Argumento: Juan Cáceres / Fotografia: Valeria Fuentes / Interpretação: Stevens Benjamin, Daniel Antivilo, Junior Benjamin, Alfredo Castro, Blanca Lewin
 
Sinopse
Stevens é um jovem haitiano a viver no Chile onde tem uma vida simples e estável, até ao dia em que agride o seu chefe. A atitude, rapidamente difundida pela comunidade, é reprovada e Stevens passa a ser alvo de atos de xenofobia.
 
Festival de Málaga 2019: Seleção Oficial
Festival de Cinema de Miami 2019
 
 
>> 26 jan (domingo) | 17h00
 
Winaypacha, de Óscar Catacora
Peru / 2017 / FIC / 86’
Argumento: Óscar Catacora / Fotografia: Óscar Catacora / Interpretação: Rosa Nina, Vicente Catacora
 
Sinopse
O filme acompanha Wilka e Phaxsi, um casal de anciãos, com mais de 80 anos, que vive abandonado num lugar remoto dos Andes do Peru, a mais de cinco mil metros de altitude. Enfrentando a miséria e o inclemente passar do tempo, o casal vive na esperança de ver chegar o seu único filho.
 
Festival Internacional de Cinema de Guadalajara 2018: Melhor Primeira Obra e Melhor Realizador Jovem, Mayahuel Melhor Fotografia
Festival de Cinema de las Alturas (Argentina) 2018: Menção Honrosa
Indicado aos prémios Óscar e Goya, na categoria Melhor Filme Estrangeiro e Ibero-Americano de 2019
 
 
>> 26 jan (domingo) | 21h00
 
Los Silencios, de Beatriz Seigner
Brasil, França, Colômbia / 2018 / FIC / 90’
Argumento: Beatriz Seigner / Fotografia: Sofía Oggioni / Interpretação: Marleyda Soto, Enrique Diaz, Yerson Castellanos
 
Sinopse
Para fugir aos conflitos armados do seu país, uma família colombiana refugia-se numa ilha desconhecida, na fronteira entre o Brasil, Colômbia e Peru. Naquele lugar estranho e povoado de mistérios, a família descobre que o pai, dado como morto num deslizamento de terra, está vivo. Um segredo que é importante manter e que a filha mais velha segue à risca, caindo num silêncio profundo.
 
Festival de San Sebastián 2018: Prémio Cooperación Española
Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Índias 2019
FIFDH Geneva – International Film Festival and Forum on Human Rights 2019
Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano de la Habana 2018: Menção Especial
 
 
// Preço: 3 € (por sessão/filme)
Lotação limitada
 
// Coordenação: Casa da América Latina (Lisboa) / Co-apresentação: Cinema São Jorge e Cineteatro Louletano / Produção: Bernardo Vilhena, Isabel Guedes / Comunicação: Raquel Marinho, Patrícia Simões / Relações públicas: Adriana Drago / Design: Paula Albuquerque
 
  • Auditório do Solar da Música Nova (Loulé) [lotação limitada]
  • Ver programa específico
  • 3 € (por sessão/filme)
  • Público em geral

PROGRAMAÇÃO