Cine-Teatro Louletano

[ADIADO] Catarina e a Beleza de Matar Fascistas, de Tiago Rodrigues

11 de setembro de 2021

ADIAMENTO POR LUTO NACIONAL
PRESIDENTE JORGE SAMPAIO
 
Por motivos de luto nacional de três dias, decretado a 10 de setembro pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e pelo Primeiro-Ministro, António Costa, este evento foi adiado.
 
Oportunamente, divulgaremos novas informações.

 

 

 

Esta família mata fascistas. É uma tradição com mais de 70 anos que cada membro da família sempre seguiu. Hoje, reúnem-se numa casa no campo, no Sul de Portugal, perto da aldeia de Baleizão.

 

Uma das mais jovens da família, Catarina, vai matar o seu primeiro fascista, raptado de propósito para o efeito. É um dia de festa, de beleza e de morte. No entanto, Catarina é incapaz de matar ou recusa-se a fazê-lo. Estala o conflito familiar, acompanhado de várias questões.

 

O que é um fascista? Há lugar para a violência na luta por um mundo melhor? Podemos violar as regras da democracia para melhor a defender? Entretanto, surge por vezes o fantasma de uma outra Catarina, a ceifeira Catarina Eufémia que foi assassinada em 1954 em Baleizão durante a ditadura fascista. Catarina Eufémia aparece durante a noite, enquanto a família dorme, para conversar com o fascista de 2028 que aguarda o seu destino.

 

 

FICHA ARTÍSTICA

Texto e Encenação: Tiago Rodrigues

Com: António Fonseca, Beatriz Maia, Isabel Abreu, Marco Mendonça, Pedro Gil, Romeu Costa, Rui M. Silva, Sara Barros Leitão

Voz off: Cláudio de Castro,Nadezhda Bocharova, Paula Mora, Pedro Moldão

Cenografia: F. Ribeiro

Figurinos: José António Tenente

Desenho de luz: Nuno Meira

Sonoplastia, desenho de som e música original: Pedro Costa

Coralidade e arranjos vocais: João Henriques

Apoio ao movimento: Sofia Dias, Vítor Roriz

Apoio em luta e armas: David Chan Cordeiro

Assistência de encenação: Margarida Bak Gordon

Tradução: Daniel Hahn (inglês), Thomas Resendes (francês)

Legendagem: Rita Mendes

Produção executiva: Joana Costa Santos, Rita Forjaz

Produção: Teatro Nacional D. Maria II (Portugal)

Coprodução: Wiener Festwochen, Emilia Romagna Teatro Fondazione (Modena), ThéâtredelaCité - CDN Toulouse Occitanie &
Théâtre Garonne Scène européenneToulouse, Festival d'Automne à Paris & Théâtre des Bouffes du Nord, Teatro di Roma Teatro Nazionale, Comédie de Caen, Théâtre de Liège, Maison de la Culture d'Amiens, BIT Teatergarasjen (Bergen), Le Trident - Scène-nationale de Cherbourg-en-Cotentin, Teatre Lliure (Barcelona), Centro Cultural Vila Flor (Guimarães), O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo)

Apoios: Almeida Garrett Wines, Cano Amarelo, Culturgest, Zouri Shoes

Agradecimentos: Cristina Vidal, Magda Bizarro, Mariana Gomes, Rui Pina Coelho

O espetáculo conta com músicas de Hania Rani (Biesy e Now, Run), Joanna Brouk (The Nymph Rising, Calling the Sailor), Laurel Halo (Rome Theme III e Hyphae) e Rosalía (De Plata).

 

 

BILHETEIRA

» Cartão de Amigo aplicável

» Desconto de 30% para Acompanhante de Pessoa com Necessidades Especiais e para Maiores de 65 Anos e Menores de 25 Anos

» Desconto de 50% para Bilhete de Grupo (10 pessoas)

» Entrada gratuita para todas as pessoas com necessidades especiais, para crianças até aos 12 anos de idade e para portadores do cartão sénior da Câmara Municipal de Loulé

  • Cineteatro Louletano
  • 21h00
  • 12 €
  • M/16